About Me

22 outubro 2018

A Discovery of Witches: Minhas primeiras impressões sobre a série (YAY!)

| |

Eu estava planejando escrever sobre esse livro só daqui um tempo, depois de ter lido a trilogia completa (ainda falta o 3° volume), mas a empolgação/ansiedade foi maior !

Passei muito tempo procurando A Descoberta das Bruxas, o primeiro livro da Trilogia das Almas da autora Deborah Harkness. Sério, acho que foi tipo uns dois anos entrando e saindo de livrarias sem muito sucesso. Ainda não entendo porque é tão difícil achar esses livros. Depois de muito procurar, consegui adquirir o primeiro e segundo volumes, agora estou na saga em busca do terceiro! Logo no início do livro, foi amor à primeira vista. Eu me apaixonei completamente pela história.

Ontem, por acaso, lendo besteiras na internet e procurando os resumos de novelas (porque sou dessas rs), acabei achando uma postagem com a lengenda do 6° episódio da série A Discovery of Witches. Sim, isso mesmo! Uma série baseada na Trilogia das Almas. Nem preicso dizer que enlouqueci, baixei e assisti os 06 episódios como se não houvesse amanhã, né?


Em A Descoberta das Bruxas acompanhamos a história de Diana Bishop, uma poderosa bruxa descendente de Salem, que por muito tempo renegou seus poderes, até encontrar, em uma de suas tardes de pesquisas na Biblioteca Bodleiana na Universidade de Oxford, um antigo manuscrito, Ashmole 782 (O Livro da Vida), há muito tempo desaparecido e procurado por séculos pelas criaturas que habitam o mundo dos humanos: bruxas, vampiros e demônios. Logo, ela descobre que o manuscrito não parou em suas mãos por acaso, e se vê envolvida em uma grande conspiração que vai por a vida dela e de todos que a cercam em risco. Em meio a essa situação, ela conhece o vampiro Matthew Clairmont, um geneticista de mais de 1500 anos que está disposto a ajudar Diana a entender seus poderes e onde ela se encaixa em toda essa história.

Não vou me aprofudar muito no enredo primeiro para não dar spoilers e segundo porque quero gravar um vídeo dedicado somente a resenha dos três livros.



Agora, falando sobre a série: Eu assisti os seis primeiros episódios e estou aguardando sair o sétimo! Fiquei muito empolgada quando fiquei sabendo do lançamento da série (porque eu gosto muito, muito... muito mesmo desses livros) mas confesso que fiquei com um pouco de receio. Deve ser o trauma depois de assistir a adaptação de Falen para o cinema, que foi uma tristeza.

Logo de começo estranhei um pouco, demorei para entrar na história, achei as coisas  diferentes (talvez por não lembrar tão bem dos detalhes do livro) e realmente não gostei (no início) da escolha do ator para interpretar o Matthew, mas mesmo assim resolvi dar uma segunda chance e assistir o segundo episódio. E foi aí que tudo mudou. Não sei que mágica os produtores fizeram, mas eu consegui mergulhar de cabeça no universo criado pela Deborah Harkness, comecei a ver mesmo aqueles personagens conhecidos ganhando vida, os cenários começaram a fazer sentido e eu mais uma vez, me apaixonei completamente pelo casal central. Não sei se a idéia é essa, mas pelo que pude entender da evolução da série, essa primeira temporada será focada nos acontecimentos do primeiro volume da trilogia mesmo, então vamos torcer para que saia uma segunda temporada focada em Sombras da Noite! Por enquanto estou amando essa adaptação. 

É uma trama envolvente, com um romance lindo e, por ser escrito por uma historiadora, podemos encontrar muitos elementos  interessantes sobre bruxaria e alquimia. O figurino é incrível, a fotografia é linda e os efeitos especiais são demais. E, o que mais me chamou a atenção foi o fato de os produtores conseguirem ir direto ao ponto, sem muita enrolação e mesmo assim não perder a essência da história.

Bom, resumindo, como vocês podem ter percebido, essa adaptação ganhou meu coração. Espero realmente que consigam seguir esse ritmo e fazer uma sequência tão incrível quanto esse começo.

Mas, vale lembrar, eu não sou crítica de TV nem cinema, essa é a minha opinião pessoal sobre o que assisti até agora. Não é porque funcionou para mim que vai funcionar para vocês também. Tudo uma questão de gosto, certo? Então meu conselho para vocês que curtem esse tipo de assunto: dêm uma chance para a série (e os livros também!) e tirem a conclusão de vocês.

Beijos  

Nenhum comentário:

Postar um comentário