About Me

16 maio 2018

Pelo O Que Você é Grato?

| |


Se sua resposta foi pela temporada nova da sua série preferida, ou pela coleção nova da sua marca de makes amada, esse post é pra você que precisa urgentemente dar valor às coisas mais importantes da vida.
Não estou tentando fazer drama, até porque não é o meu estilo preferido, mas hoje me peguei pensando em uma cena que presenciei um tempo atrás e que acho que merece e necessita ser compartilhada.

Eu estava passando pelo corredor do Hospital em que trabalhava, quando ouvi um homem reclamando da demora do atendimento. Relatou que consulta uma vez ano ano, e que todas as vezes precisa esperar a manhã toda pela chamada. Até aí tudo bem, estava acostumada a ouvir coisas piores. O que me surpreendeu foi a voz fininha que veio de trás de mim, perguntando: Pelo que o Senhor é grato? – Virei pra trás e me deparei com uma menina loirinha de aparentemente 12 anos de idade, presa à uma cadeira de rodas. Ela tinha o corpo muito magro, olheiras e um inchaço maior do que o normal no olho direito. O homem olhou confuso, sem entender a pergunta, então a menina começou o relato:


"Há quatro anos me trato aqui, e venho de 2 à 3 vezes na semana. Às vezes espero a manhã toda, outras o dia todo. Mas, no entanto, sou grata. Tenho o melhor atendimento das meninas da recepção, um carinho especial dos médicos, todo o tratamento e medicação de que preciso. O Senhor vem uma vez por ano, deve estar recebendo alta, isso é muito bom. Concluiu seu tratamento, deve estar praticamente curado, uma benção. Muitas pessoas em situação pior do que a nossa, sonha em ter essa oportunidade de poder se tratar, dariam tudo para esperar 12, 15 horas se for preciso por um atendimento que lhes dê o mínimo de esperança e as medicações necessárias, mas estão morrendo em filas de espera. Nós somos privilegiados e no entanto vivemos reclamando. Então eu lhe pergunto novamente: Pelo que o Senhor é grato?"


Isso me fez pensar muito em como estamos vivendo. É muito fácil dizer que está perdendo a fé na humanidade (eu falo muito isso). Mas, como reclamar de algo que nem eu levantei a mão para mudar?

Reclamar virou uma rotina. Eu reclamo muito. E eu sei que você reclama também. Na maioria das vezes de coisas ridículas e que nenhum de nós lembra por que. É só pelo simples prazer de reclamar mesmo, porque já acordamos no automático.

Precisamos agradecer mais pelo que temos. Por exemplo, antes de reclamar e xingar o tempo todo por causa do atraso de uma consulta, e que fique bem claro que não estou defendendo as filas absurdas do sus, podemos pensar que vamos ter aquele atendimento, e que muitas pessoas em situações muito piores do que a nossa, não terão essa oportunidade.
Não estou dizendo que devemos nos tornar pessoas conformadas. Apenas mais humanos. Reconhecer o que temos de bom e não ver só o que está ruim.

É que nem a história das necessidades humanas, que vi recentemente na faculdade. Quando nossas necessidades básicas são supridas, outras surgem no lugar e continuamos nesse ciclo vicioso sempre querendo mais e mais e mais. Ter ambição não é errado, colocar isso acima de tudo e de todos é que é extremamente prejudicial. Acho péssimo quando isso toma conta da gente, e não conseguimos enxergar nada além de nós mesmos e o que a gente quer.

Muitas vezes acabamos não vendo as coisas maravilhosas que já temos. Geralmente descobrimos o quanto éramos felizes quando já perdemos. Isso é uma realidade que deve mudar.

Eu sou grata por muitas coisas. Pelo presente de Deus que foi o meu filho, ter um emprego e saúde pra poder cuidar dele, poder fazer a minha faculdade, ter conhecido todas as pessoas maravilhosas que passaram pela minha vida até hoje. Ter uma família que, por mais rabugenta que seja, sempre me apoia. E muito mais, mas se eu continuar, o post vai virar um livro.

Acordar todas as manhãs e saber que eu posso contar com tudo isso é maravilhoso. Então, agora eu pergunto a vocês: ? Pelo que vocês são gratos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário